quarta-feira, 26 de abril de 2017

#ofimdagrandeza

Perdeu todo o seu tempo a sonhar
Com viagens intermináveis.
Encontrou-se já morta e despida.
Prisioneira sem nunca ter visto mar!
Aqui ficam lições inquestionáveis
Sobre os desígnios de uma vida.
Que nos deixam agora a pensar!

Nunca os sonhos da grandeza
Superam a grandeza do sonhar!

(Mariavaicomasoutras)
#dejavu

No cenário põe-se um rio,
Algo estático na ilusão.
De ambos os lados as margens
Num suposto afastamento
Mas na profundeza unidas,
Divergindo de tal forma no contraste das paisagens.
As árvores, sempre presentes
Ensombrando o verde chão.
Mais um elemento artistico
Adornando esse conjunto.
Que ficará completo... com um banco!
Onde sentados dois seres
Vão falando algum assunto
Cujo tema não me interessa
Enquanto a cena não começa.

- É que eu já vi essa peça!

(Mariavaicomasoutras)
#conversasapenasconversas

Há alguns tempos atrás, eras rei!
de uma qualquer capoeira
Ias impondo o respeito sempre à tua maneira!
Hoje, engalanado pavoneias-te,
Qual intelectual de caserna
Sempre com a mesma cantiga
De manuais da arte antiga.
Querias voar e continuar a mandar?
Mal começasse a alvorada
E mesmo com asa cortada?
Bem podes continuar de pé
A fazer planos pra nada
Como os astutos no café...
Pois toda a gente já viu
Que a pata tens amarrada.
Ficas agora mais perto
De um bando de esfomeados...
Sonhando com cabidela
Ao redor de uma panela!

(Mariavaicomasoutras)
#Espiritolivrenaartedosentimento

Na arte do sentimento
nem todos são bons artistas.
Talvez porque a psique
Se dedique ao lamento
Com sensações masoquistas,
Deixando que caia a pique
O sentir de emoções,
Como o de sentir que a vida
Se alimenta de paixões...
No respeito e liberdade
De quem sabe ao que aspira!

(Mariavaicomasoutras)
#mensagem

Atraído que fui pela encantadora paisagem
Tentei descodificar essa incógnita mensagem.
Presente estava o límpido e calmo rio
Como uma fronteira em que o meu pensar desfio.
Onde o barco talvez seja a única esperança
Para um sonho adiado que minha vista não alcança.
Porém, sou vigiado pelo imponente chorão
Relembrando um passado que não foi em vão!

-Será esta a relação, entre a fértil mente e o frágil coração?

(Mariavaicomasoutras)
#diadocedospais

O dia hoje foi diferente
De muitos outros que tive
O mesmo fez toda a gente
A julgar com quem estive!

Já que de pais se trata
Nesta data assim pensada
Houve quem tivesse a lata
De a viver de forma ousada.

E de um modo algo diferente
Capaz de arregalar a pestana
Numa mistura interessante

Num mesmo prato juntar
Os ícones de Amarante
Às de Berlim em Viana!

(Mariavaicomasoutras)
#asinadostapetes

Estirado num chão qualquer,
Já um pouco desgastado pelo uso
Não consegues evitar que todos te pisem!
Tens momentos em que engelhado
Ficas rugoso pelo arrastar do passo.
Um autentico pesadelo,
E odores, quantas vezes horríveis!

Deixas que cão e gato te cravem garras infetadas,
Com toda a corja de pequenos seres...
Que nem a passagem de belas esfinges
Consegue compensar um tal drama...
Nao falas! Pois não! Não és livre!
És afinal um absoluto amorfo!

Mesmo que num conto de fadas,
Façam de ti o portentoso voador,
Acabarás também... numa qualquer fogueira ou contentor.


(Mariavaicomasoutras)