quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Parvoíce...


Na palavra está a força
Na força está o engano
Engano de quem é fraco
Mas forte no seu falar.
Quando falo não sou fraco
Engano o meu muscular
E na força da palavra
Enfrento o ar e o mar.
Ar e mar ou mar e ar
Marar ou armar se juntas
Assim continuo forte
Com um ar meio marado
Quiçá armado em parvo.
Com pés molhados no mar
E com a pobre da cabeça
Perdida e tonta no ar…

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Pergunto porque me apetece…


Fujo das sombras de um presente
Onde o passado está omnipresente…
Desacreditado, espaireço as minhas ideias…
Ancoradas num porto de solidão.
Será que me vou reencontrar?
Entediado que está o meu pensar!

Lacrimejar de nada serve…
Apenas me desidrata !
Onde me leva o destino?

Suspiro por uma manha clara…
Olhando tudo o que está em redor.
Faminto da satisfação desconhecida.
Rumando quase à deriva…
Esperando que esta incógnita
Respostas dê… a minha alma aflita! 

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Zil Anos


Podres Poderes:

http://www.youtube.com/watch?v=Lya0quLpZ4w

A verdade de Caetano Veloso que se manterá por "zil anos"