segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Sentidos

O teu olhar sorridente
enlouquece os meus sentidos.
Olhas para mim -sou teu sol!
Abanas teu corpo ao vento
sem nunca soltares um lamento.
Tuas pétalas entrançadas
segredam sonhos vividos
que não consigo ouvir,
Parecem os namorados
quando se beijam escondidos!
És tão belo - meu girassol!
Tocando a tua pele áspera
provocas-me devaneios
Chego a pensar no contraste
entre as rugas dos mamilos
e a aveludada pele dos seios.
Quero cheirar teu perfume,
com aroma tão discreto
que quase me atraiçoou,
na noite em que descobri
naquele quarto secreto
que tu provocas ciúme.
Quando ficas bem corado
e te enches de vergonha
vais baixando a cabeça,
olhas para mim de lado
como que a pensar...vivi!
Abres-te lentamente
para as sementes me dar,
agarro umas com carinho
Outras deixo-as voar
para terrenos desconhecidos.
Eis que é chegada a hora
de sentir teu paladar.
Como és bom - meu girassol!
Por estimular meus sentidos!



13 comentários:

  1. Estupendo poema , onde as metáforas são muito belas .

    Quanto à fresta, não desanimes...existe sempre uma , por muito estreita que seja , Maria.

    Abraço forte !!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade São, as metáforas são a base do poema...a fresta, ai a fresta, é tão estreita!
      Beijinho

      Eliminar

  2. Lindo!

    Tal como o trevo, o GIRASSOL é uma flor simbólica que significa fama, sucesso, sorte e felicidade.


    Beijos de sorte...
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Afrodite, bem preciso...de sorte!
      Beijinhos**

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Obrigado S*...só depois é que reparei que tens um girassol no teu blogue.
      Beijinho*

      Eliminar
  4. Um poema que é um hino aos sentidos.

    Abraço.

    Olinda

    ResponderEliminar
  5. o teu girassol é uma semente lançada à terra onde os sentidos são uma coroa de luz!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é o que se espera de todas as sementes!

      Eliminar
    2. nem todas, nem todas. há sementes deitadas a má terra - waste land...

      Eliminar
  6. Mariavaiamiga

    Se fosse preciso dizer-te que és Poesia, di-lo-ia; felizmente não precisas.

    Lindos, lindos, lindos, suaves, sentidos, envolventes são estas linhas que escreves e me (nos) ofereces. Muito obrigado...
    ... e outro para o Girassol.

    Qjs = queijinhos = beijinhos



    ResponderEliminar

  7. Dei hoje conta de que pintaste as paredes da tua casa...
    Nice! :)))


    ResponderEliminar

...Simplesmente Maria.